Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais tem nova chamada
Início do conteúdo da página

Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais tem nova chamada

  • Publicado: Terça, 27 de Junho de 2017, 17h42
  • Última atualização em Terça, 27 de Junho de 2017, 17h42

A FAPESP anuncia a abertura de uma nova chamada de propostas do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais (PFPMCG).

A 21ª Conferência das Partes (COP-21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, realizada em Paris em 2015, resultou em um acordo sem precedentes partir do consenso científico sobre a Física da Mudança Global.

Na COP-21, os países participantes também apresentaram ações de mitigação por meio de intenções de Contribuições Determinadas em Âmbito Nacional (iNDCs, na sigla em inglês). Os países participantes estabeleceram suas iNDCs no contexto das suas prioridades nacionais, conjunturas e competências, considerados os objetivos do Acordo de Paris.

Em sua iNDC, o Brasil se compromete a reduzir, até 2025, as emissões de gases de efeito estufa a 37% abaixo dos níveis de 2005, com uma intenção posterior de reduzir, até 2030, as emissões de gases de efeito estufa a 43% abaixo dos níveis de 2005.

Para atingir os ambiciosos objetivos da sua iNDC, o Brasil precisa adotar políticas públicas bem fundamentadas com uma base científica sólida. Para isso, precisará preencher as lacunas no conhecimento científico em muitas áreas direta ou indiretamente relacionadas às ações nacionais de mitigação.

A FAPESP pretende apoiar estudos que forneçam uma base para o estabelecimento de políticas sólidas em mudanças climáticas. Por conta disso, o PFPMCG lança uma chamada para projetos de pesquisa direcionada a temas relacionados à mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

O objetivo da chamada de propostas é financiar pesquisa básica e aplicada de alto nível, desenvolvida por cientistas do Estado de São Paulo, para obter sólida base científica em ações e políticas a serem desenvolvidas pelo governo brasileiro, pelo setor privado e pela sociedade em geral, a fim de se adaptar aos efeitos da mudança climática contribuindo com a redução ou sequestro de gases de efeito estufa no Brasil.

As questões científicas nas áreas de mitigação e adaptação não estão restritas ao escopo do iNDC brasileiro e envolvem áreas de conhecimento diversas, como Saúde Pública, Planejamento Urbano, Segurança Hídrica e Alimentação, Transporte e Desigualdades Sociais.

Com isso, a FAPESP pretende contribuir para as necessárias transições do Brasil para uma economia de baixo carbono e espera induzir propostas de grupos multidisciplinares, incluindo especialistas em Ciências Sociais, Humanidades, Engenharias, Agricultura e Zootecnia, Arquitetura e Urbanismo e Ciências da Saúde.

Recomenda-se que as propostas destaquem os desafios interdisciplinares do projeto de pesquisa e as principais competências que foram reunidas na equipe para enfrentá-los.

Pesquisadores com vínculo empregatício em instituições do Estado de São Paulo podem submeter propostas nas linhas Auxílio Regular, Projeto Temático ou Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes. Pesquisadores de qualquer nacionalidade trabalhando em outros Estados ou países poderão submeter propostas para os programas Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes ou São Paulo Excellence Chair Awards (SPEC).

O apoio financeiro total da FAPESP às propostas selecionadas na chamada tem limite de R$ 10 milhões.

As propostas serão recebidas até 25 de setembro de 2017.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/11068

registrado em:
Fim do conteúdo da página