Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Visita da ONF Brasil e PETRA ao Escritório Central LBA
Início do conteúdo da página

Visita da ONF Brasil e PETRA ao Escritório Central LBA

  • Publicado: Quinta, 27 de Julho de 2017, 21h00
  • Última atualização em Quinta, 27 de Julho de 2017, 21h00
O Escritório Central do Programa LBA, em Manaus, recebeu nesta quarta-feira (dia 26), a visita da Diretora da ONF Brasil, Estelle Dugachard, e Christelle Ndagijimana, Coordenadora do projeto PETRA.
 
A estatal francesa ONF (Escritório Nacional das Florestas) foi criada após o Tratado de Quioto, em 1998, por meio de apoio financeiro da empresa PEUGEOT. O site de pesquisa está localizado na Fazenda São Nicolau, Cotriguaçu - MT. O projeto foi dividido em programas de pesquisa imbuídos em alcançar os principais aspectos envolvidos, contribuindo para o seu desenvolvimento. São eles: Programa de Biodiversidade, Programa de Carbono, Programa de Floresta Nativa, Programa de Integração Local e Programa de Reflorestamento. O projeto da Plataforma Experimental para gestão dos Territórios Rurais da Amazônia Legal (PETRA) atua na integração social e no compartilhamento dos resultados das pesquisas realizadas na Fazenda São Nicolau (Cotriguaçu, MT) com a comunidade local. O objetivo da iniciativa é a promoção do desenvolvimento sustentável no Noroeste do Mato Grosso.  (http://reflorestamentoecarbono.com.br/historico/)
 
A visita do grupo da ONF Brasil e PETRA foi agendada com a finalidade desta organização conhecer como o Escritório Central LBA administra suas pesquisas, através de sua plataforma de dados desenvolvida pelo DIS/LBA desde 2011. 
 
Atualmente o administrativo LBA trabalha com três plataformas distintas: a logística (reserva de carros e agendamento de visitas ao site de pesquisa), a financeira (acompanhamento dos gastos por item de despesa e emissão de relatórios para fins de prestação de contas) e a de pesquisa (cadastro dos projetos de pesquisa). Através desta plataforma, denominada SYS LBA, o Programa LBA mantém atualizadas e armazenadas suas informações, além de usá-las em formato de relatórios para demandas externas.
 
Durante a apresentação do SYS os visitantes ficaram surpresos com a simplicidade, praticidade desta ferramenta como forma de organização da pesquisa e finanças de um projeto e com o comprometimento de seus colaboradores na constante manutenção do SYS LBA visando tornar os procedimentos e o investimento dos recursos cada vez mais transparentes. 
 
Luciano Ferreira, Analista de Sistemas, declarou que o SYS está constantemente sendo aperfeiçoado pela própria equipe de funcionários que utilizam desta ferramenta. Para Shirley Pinheiro, responsável pelo setor financeiro LBA, o tempo gasto na elaboração de relatórios e até na previsão de custos ao longo do tempo, foi reduzido graças ao SYS. Já para Erika Schloemp, Assistente da Gerência Científica,  o acompanhamento e cadastro dos projetos LBA no banco de dados possibilita uma visão geral do andamento das pesquisas, além do arquivamento de documentos importantes. O Gerente da Logística e o Chefe da Reserva, Janauapery Pereira Jr. e Veber Moura, afirmam que com esta ferramenta foi possível um atendimento e agendamento de visitantes e pesquisadores de forma muito mais organizada nos sites de pesquisa. O Escritório Regional de Santarém está em fase de implementação da plataforma (apenas o componente de logística), ainda este ano.
 
A Gerente Operacional , Hillândia Cunha, acredita que esta importante ferramenta desenvolvida pelo DIS/LBA possa ser aplicada em muitos outros projetos de pesquisas complexos e robustos como o LBA.
 
 
PROGRAMA DE GRANDE ESCALA DA BIOSFERA-ATMOSFERA NA AMAZÔNIA 
registrado em:
Fim do conteúdo da página