Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Bolsista de PIBIC do Inpa participa da COP 23 sobre Mudanças Climáticas, na Alemanha
Início do conteúdo da página

Bolsista de PIBIC do Inpa participa da COP 23 sobre Mudanças Climáticas, na Alemanha

  • Publicado: Quarta, 08 de Novembro de 2017, 13h00
  • Última atualização em Quarta, 08 de Novembro de 2017, 13h03

Yasmin Amaro é estudante de Engenharia Ambiental e Energias Renováveis na Fametro, articuladora do Núcleo Local da Organização Não-Governamental Engajamundo e desenvolve estudos no Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA/Inpa)

A bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), Yasmin Amaro, foi selecionada para participar da 23ª Conferência das Partes (COP 23) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças no Clima (da sigla em inglês, UNFCC). A Conferência começou hoje (6) e vai até a próxima sexta-feira (17), na cidade de Bonn, Alemanha.

O evento é considerado o mais importante fórum internacional para discussão sobre esforços para controlar e combater a emissão de gases de efeito estufa no mundo. Durante a COP, serão discutidos e analisados inventários de emissões de cada país e colocadas em pauta novas descobertas científicas relacionadas à temática.

Orientada pela pesquisadora-bolsista de pós-doutorado, Dra. Maria Terezinha Monteiro, ligada ao Programa de Pós-Graduação em Clima e Ambiente (PPG-Cliamb), Amaro estuda uma metodologia que possibilitará armazenar amostras de água para análise de carbono orgânico dissolvido por um longo período de tempo sem perder suas qualidades química; possibilitando dessa forma, a obtenção de dados mais precisos para o entendimento do ciclo do carbono. “A pesquisa em estudo muito contribuirá para futuros projetos que utilizarão de análises químicas para o entendimento da dinâmica do ciclo do carbono no contexto de mudanças climáticas”, explica Monteiro.

Conforme a pesquisadora, a importância do carbono e de seus compostos é indiscutível. “Este é onipresente na natureza a partir de proteínas e carboidratos que são essenciais para a matéria viva, sendo fundamental na respiração, fotossíntese e regulação do clima”, diz acrescentando ainda que existe uma grande variedade de compostos de carbono envolvidos no seu ciclo global. “Entre os compostos presentes na atmosfera, por exemplo, temos o dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e o monóxido de carbono (CO)”, explica.

Segundo a estudante, com os crescentes estudos sobre a concentração de carbono na atmosfera, o interesse das pessoas em entender o ciclo de carbono e como ele influencia nas mudanças climáticas vem aumentado gradativamente.

Amaro estuda e analisa a variação temporal do carbono orgânico dissolvido em água, em amostras coletadas em igarapés de segunda ordem na Base de Pesquisa do Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA), a ZF-2, situada no km 34 da estrada BR-174 (Manaus-Boa Vista).

Para a pesquisadora do Inpa, a participação da Yasmin na COP 23 é muito positiva. “É uma conquista para ela, uma vez que está inserida no programa de iniciação científica do Inpa e é a primeira representante do Amazonas nessa conferência”, diz Monteiro, ao acrescentar que é raro se ver um aluno de Pibic se interessar por um assunto de uma grandiosidade desse porte.

Na opinião de Monteiro, apesar da responsabilidade ser grande para a aluna, ela acredita que Amaro se sairá bem. “A Yasmin trará muitas novidades e poderá repassar o conhecimento para todos outros estudantes”, diz. “Será uma troca de conhecimentos que pode gerar frutos. E quem sabe possa até mesmo incentivar outros colegas a terem essa visão e irem em busca de objetivos tão grandes quanto”, destaca.

Na opinião de Amaro, a oportunidade de participar da COP 23 não poderia ter vindo em melhor hora. “No momento em que nos deparamos com o “leilão” que estão querendo fazer da Amazônia, as ameaças aos nossos recursos minerais e tantos outros absurdos, se faz necessário discutirmos e sermos ouvidos”, diz.

A Conferência reúne diversos líderes mundiais. O objetivo é discutir soluções para as mudanças climáticas e fazer com que os países cheguem a um acordo multilateral.

Engajamundo

Yasmin Amaro é estudante do curso de Engenharia Ambiental e Energias Renováveis na Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro) e articuladora do Núcleo Local da Organização Não-Governamental Engajamundo, uma entidade de liderança jovem que atua para abrir caminhos para a participação da juventude nas decisões políticas nacionais e internacionais. É uma ONG sem fins lucrativos e sem filiação partidária.

O estudo desenvolvido sobre a temática e a participação dentro da organização contribuiu para que Amaro fosse selecionada pela Engajamundo entre jovens do Brasil inteiro. Na seleção, a ONG avaliou o conhecimento dos participantes acerca sobre mudanças climáticas.

“Estar no Inpa, desenvolvendo pesquisa sobre a Amazônia, sobre o carbono, contribuiu para a minha seleção”, afirma. Esta é a primeira vez que alguém do Amazonas é selecionado pela ONG.

No evento, a ONG terá três frentes: a comunicação, que tem o intuito de comunicar aos jovens brasileiros como as coisas estão sendo decididas; o Lobby, que são as conversas diretas com os governantes, apontando o que o grupo defende ou é contra; e, por último, as ações de ativismo, onde a atenção dos jovens é chamada para a discussão de temas como esses.

Fonte: INPA

registrado em:
Fim do conteúdo da página